Tecnologia do Blogger.

12 de dezembro de 2013

RESENHA: Mago e Vidro – Stephen King


Mago e Vidro (A Torre Negra #4) por Stephen King
  • Editora: Objetiva/Suma de letras
  • ISBN: 9788573027143
  • Ano: 2007
  • Páginas: 813
  • Gênero: Fantasia, Terror;
  • Onde comprar:

A experiência de ler um livro do Stephen King é algo quase surreal. E na saga A Torre Negra o autor consegue ser magistral! Isto, é claro, vindo de uma pessoa totalmente viciada em Stephen King – terror e fantasia. 

Ele invade meu "imaginário" de uma forma que poucos autores conseguem. 

Em Mago e Vidro, continuamos exatamente onde termina "As Terras Devastadas" e é possível apreciar mais alguns momentos com o psicótico Blaine (o monotrem). Agora nossos personagens: Roland, Eddie, Susannah, Jake e Oi (o trapalhão – combinação de texugo, quati e cachorro, com uma limitada capacidade de reproduzir palavras) chegam em uma cidade abandonada, Topeka, no Kansas que é, e ao mesmo tempo não é, o Kansas de "nosso mundo". Eles estão em algum quando que até o Pistoleiro desconhece e precisam retornar ao Caminho do Feixe de Luz e seguirem com a busca pela Torre Negra, mas antes Roland sente que deve confiar nos novos amigos e compartilhar sua história, pois juntos agora são um "ka-tet".

Como é explicado no decorrer da série, o mundo de Roland seguiu adiante e as noções de tempo e espeço estão distorcidas, existem vários "quando" e outros "mundos", como Susannah, Jake e Eddie que não são do Mundo Médio de Roland e sim do nosso mundo mas de épocas/quando diferentes. Só realmente embarcando nessa estranha e fantástica odisseia de Roland de Gilead para compreender.

É então que podemos ver um outro lado do Pistoleiro, em uma época distante quando Roland Deschain tinha apenas 14 anos e acabara de se tornar pistoleiro, e junto com seus companheiros Cuthbert Alain vão para a cidade de Mejis, lá ele conhece o amor de sua vida, Susan Delgado, mas também seus maiores medos e um grande inimigo que mesmo depois de muitos anos continuaria a perseguir.


Na saga A Torre Negra, o mestre King explora mais o universo fantasioso do que o próprio horror (característica do autor). No entanto, aqui ele também costuma ser bem malvado quando quer. Um exemplo neste volume é a criação da Lúmina, que no início não fica claro o tipo de "monstro" que é, mas em se tratando de Stephen King pode-se esperar algo macabro. E a já costumeira crueldade para com seus personagens também se faz presente.

Outro fator aterrorizante é a bola de cristal que compõe o "arco-íris do mago" – esferas com fantástico poder, mas com proposito nada bom. 

Nesse volume, como é comum aos livros da saga, o autor faz menção a algumas histórias de nosso mundo, e Mago e Vidro é uma alusão direta ao Mágico de OzMesmo sabendo o trágico final da história de Roland sempre houve momentos de esperança que foram dilaceradas, e aquela sensação de que a qualquer momento tudo ia desmoronar me acompanhou por grande parte da leitura. Chorei em algumas partes, mas também ri e me apaixonei por esse Roland mais jovem e cheio de vida. 


Se é uma leitura cansativa em alguns momentos? , sim. Como não ser, afinal são pouco mais de 800 páginas, ainda assim a vontade de devora-las o mais rápido possível é bem maior. Sem contar que foi extremamente interessante acompanhar o mestre do horror explorar o romance nesse volume, e ele fez isso com maestria. Assim como todos os outros livros do autor que li até hoje, Mago e Vidro é mais uma leitura fascinante!

Ao final, King adianta algumas coisas, e pense no aperto no coração... Esta é uma leitura essencial para entender o motivo da fixação de Roland pela Torre, sua frieza, a perseguição pelo Homem de Preto e muitos outros fatores que só começam a ficar claros neste volume.

A Torre Negra não é bem o tipo de série que agrada todos os gostos, na verdade é uma leitura complicada e ao mesmo tempo maravilhosa. Costumo dizer que ou você ama ou odeia, então, só lendo mesmo para saber. 


.:: RECOMENDO ::.
Minha Avaliação: ★★★★★ -> Excelente!
♥ Leitura TOP! 2013

Volume IV: Mago e Vidro – (Wizard and Glass)
Volume V: Lobos de Calla – (Wolves of Calla)
Volume VI: Canção de Susannah – (Song of Susannah)
Volume VII: A Torre Negra – (The Dark Tower)
Volume 4.5: O Vento Pela Fechadura – (The Wind Through the Keyhole)

* Agora não sei se leio logo o 8º livro (que é na verdade o 4.5) ou sigo na ordem de publicação. 


15 comentários:

  1. Nunca li nada do Stephen King, embora sinta vontade de ler. No entanto, me senti um pouco perdida na resenha, até porque trata-se de uma continuação. Não me interessei muito pela história, pra ser sincera. Achei um pouco surreal demais para o meu gosto. Sem falar que são muitas páginas, mesmo que o livro seja bom, depois de um tempo a leitura fica maçante. Enfim, acredito que não seja o tipo de leitura que me atrairia a ponto de ler 800 páginas. A capa é muito bem feita e realmente transmite uma sensação de terror. Achei bonita e propícia.

    http://umadosemaisforte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sabe aquele autor que você não leu quase nada, mas sente que assim que pegar os livros vai amar e se arrepender por não ter lido antes? Pois é. Essa é a minha sensação com o Stephen King!
    Eu li apenas um livro de contos dele. COMO ASSIM?! Ele tem milhões e cada um parece mais legal que o outro!
    Essa série parece boa, mas acho melhor ler King pelos outros livros que são completos, sem continuações. Ano que vem começo O cemitério (o único que tenho além do Sombras da noite, o de contos).

    ResponderExcluir
  3. A leitura ainda é melhor se for lida na língua original (inglês) pois as traduções tendem a afastar-se um pouco do que se pretende transmitir.
    Cumps. ;)

    ResponderExcluir
  4. Stephen King, para mim, é um dos melhores autores já existentes. É a primeira vez que ouço falar do livro 'Mago e Vidro', e só de ver a capa e ler a sinopse fiquei com uma vontade imensa de ler! Adorei a dica :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Celsina :)
    Bom, ninguém deve ter dúvidas de que o Stephen King é um dos maiores escritos vivos da atualidade. Competitindo lado à lado com o George R. R. Martin, Stephen escreve livros que nos marcar para sempre.
    Eu só tive contato com dois livros dele. O primeiro foi Á Espera de Um Milagre (que gostei, mas foi muita enrolação durante o enredo) e A Hora do Vampiro (que amei demais).
    Faz meses que desejo essa saga da Torre Negra, mas os livros estão com preços salgados e não sabia que eles tinham tantas páginas. Tenho os e-books deles, mas quero ler o livro físico.
    Fiquei boiando durante a resenha, Celsina. Creio que isso se deve pelo livro ser o quarto da série. Mas, sem dúvida alguma, eu desejo esse livro.
    Parabéns pela fantástica resenha e que venha logo a próxima. Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada do Stephen King, mas tenho muita curiosidade. São premissas e comentários à respeito dos livros dele sempre me deixam com vontade ler alguma coisa dele. Essa série "A Torre Negra", então, nem se discute. Espero ter a possibilidade de ter um livro do King em breve em minhas mãos e conhecer a tão consagrada escrita do autor. ;)

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cel.
    Desde que comecei a acompanhar suas resenhas, sou doida para ler essa série do Stephen King. Um dia eu consigo! hehehehe
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Stephen King é o CARA! mt bons os livros da negra.

    ResponderExcluir
  9. Poxa, eu ainda não li nada do Stephen King. Leio muitos comentários super positivos sobre os livros dele e tenho uma enorme vontade de ler. Sempre fico muito curiosa quando leio as resenhas sobre os livros dele, espero que eu poço ler algo em dele em breve.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  10. Oi Celsina...Tudo bem??
    Bah, eu ainda não tive a oportunidade de ler algum de seus livros, mas no Black Friday aproveitei e comprei 3 livros do autor e não vejo a hora de começar a ler qualquer um deles!! E esta série é uma das que tenho mais curiosidade e sua resenha me deixou mega animada!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  11. Adorei o ''surreal'', no primeiro parágrafo da resenha, dado as obras de Stephen King. Realmente, é a palavra que define! Já li dois de seus livros e ambos foram avassaladores!
    Ainda não li essa série e já fiquei curiosa pra saber como é esse ''Kansas'' pela escrita do autor.
    Que pena que chega a ser uma leitura cansativa, mas, pelo jeito, é uma história bem complexa, com muitos ambientes e cenas, afinal, Stephen King não é simples, sempre nos proporciona histórias bem grandiosas. Então, ele está perdoado... kkkk
    Gosto muito das capas dessa série. São simples, mas o ''quê'' de mistério que elas passam acabam sendo bem convidativas.

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada do Stephen King, sou um pouco medrosa. rs

    ResponderExcluir
  13. Olha que coincidência, eu sou formada em Física! Sou apaixonada por SK, por isso acabei aqui no seu blog e detalhe: sou astrofísica! :) E então, conseguiu realizar o seu sonho?

    ResponderExcluir
  14. Acabei de ler mago e vidro, o quarto volume da saga a torre negra. Posso dizer que estou ainda meio estupefato, maravilhado e abestalhado pela história. Estou tão envolvido que já estou com o quinto livro da saga em mãos, doido pra começar. A história é simplesmente surreal, diferente de tudo o que existe na escrita mundial. Nada é previsível, tudo que a gente lê na história é inovador e único. Na minha opinião as 800 páginas viram 80 pela forma genial que stephen king escreve. De forma simples, direta, no entanto com um nível de detalhamento incrível. Quando leio os livros dele me sinto como se tivesse andando com patins no gelo, deslizando quase que sem impulso e naturalmente. Leio 100 páginas num dia muito fácil, sem esforço. Estou ansioso por conhecer o fim da história, mas receoso, um pouco por estar depositando muita expectativa no final, mas também por saber que será o fim das aventuras de roland e seu ka-tet. Veremos...

    ResponderExcluir
  15. Acabei de ler mago e vidro, o quarto volume da saga a torre negra. Posso dizer que estou ainda meio estupefato, maravilhado e abestalhado pela história. Estou tão envolvido que já estou com o quinto livro da saga em mãos, doido pra começar. A história é simplesmente surreal, diferente de tudo o que existe na escrita mundial. Nada é previsível, tudo que a gente lê na história é inovador e único. Na minha opinião as 800 páginas viram 80 pela forma genial que stephen king escreve. De forma simples, direta, no entanto com um nível de detalhamento incrível. Quando leio os livros dele me sinto como se tivesse andando com patins no gelo, deslizando quase que sem impulso e naturalmente. Leio 100 páginas num dia muito fácil, sem esforço. Estou ansioso por conhecer o fim da história, mas receoso, um pouco por estar depositando muita expectativa no final, mas também por saber que será o fim das aventuras de roland e seu ka-tet. Veremos...

    ResponderExcluir