Tecnologia do Blogger.

29 de dezembro de 2011

RESENHA: Shantaram – Gregory David Roberts

Shantaram do autor Gregory David Roberts 
  • Editora: Intrínseca
  • ISBN: 9788580570977 
  • Ano: 2011
  • Páginas: 912
  • Gênero: Drama;
  • Onde comprar:

Shantaram é um daqueles livros que se você se deixar envolver, ele te marcarar pra vida toda. Uma leitura rara e apaixonante.

Desde o primeiro momento que eu soube do seu lançamento quis ler, mesmo sabendo não se tratar de uma história de mocinho e fantasia... nada disso. Shantaram é sobre a busca de um homem por sua humanidade.


Baseado na vida do autor, Shantaram conta a história de Lin, um homem fugitivo de um presidio de segurança máxima, na Austrália, que embarca com passaporte falso para a Índia. A partir daí sua vida seria uma grande aventura que estava apenas começando.


Em Bombaim (atualmente Mumbai) Lin conhece pessoas maravilhosas, cada uma a seu modo. O carismático e sorridente indiano Prabaker que está sempre presente tornando a leitura bem descontraída, com o jeito inocente e engraçado de se expressar. Conhece também a inteligente e enigmática alemã Karla, que conquista o que restou do seu coração. E outros tantos personagens igualmente bem descritos e apresentados. A narração do Roberts é impecável.

Nosso protagonista se depara com lugares de total miséria, e que no entanto são encantadores aos seus olhos. Como a favela de Prabaker onde ele foi morar depois de um assalto onde perdeu todo o dinheiro, o bar  Leopold que se reunia com os amigos, a favela itinerante de leprosos, a aldeia natal de Prabaker, onde o protagonista recebe o nome de Shantaram, que quer dizer homem de paz.

Algumas questões filosóficas são apresentadas e discutidas ao londo do livro, como: liberdade, coragem, amor, medo, tristeza... Também acompanhamos a busca e o amadurecimento de Lin, de suas ideias e ações. Sua bondade o amor cada vez maior pelos indianos, seu sofrimento e coragem quando é preso e torturado numa cadeia indiana, o envolvimento com a máfia, enfim... Gostei tanto de Shantaram que quero contar sobre tudo.

★★★

Um livro diferente e ao mesmo tempo tão real que me conquistou! Conquistou por sua beleza e bom ritmo, por explorar e preservar a cultura dos habitantes. Por ser extremamente descritivo mas agradável, tendo sempre um novo conflito para dar aquela guinada na história.


Com toda a certeza Roberts viveu/criou uma história de encantar, ampliou minha visão de mundo em diversos aspectos, principalmente em relação a liberdade e ao amor. Uma leitura mais que memorável, um ensino de vida. Me surpreendi por ter gostando tando de Shanram, desde o comecinho já estava encantada. Completamente envolvida!
Cortesia

LEIAM SIM! Mas leiam com calma e total atenção, porque mesmo sendo agradável ele é grande (enorme) e cheio de detalhes. Esse é um daqueles livros que: ou você se apaixona ou não gosta e pronto, não tem meio-termo. Sem nenhuma surpresa eu me apaixonei!

.:: RECOMENDADÍSSIMO ::.
Minha Avaliação: ★★★★★ -> Excelente!
♥ TOP 2011 


O AUTOR:

"No inicio dos anos 1980, Gregory David Roberts, assaltante condenado e viciado em heroína, fugiu de uma prisão australiana e foi morar em uma favela de Bombaim, na Índia. Montou um posto de saúde com atendimento gratuito, entrou para o mundo do crime organizado, trabalhou com lavagem de dinheiro, como falsificador e soldado da máfia local. Encontrou tempo para aprender híndi e marata, além de se apaixonar e ser torturado em uma cadeia indiana. Depois foi atuar em filme de Bollywood e lutar ao lado dos mujahedin, no Afeganistão..."

Roberts escreveu Shantaram três vezes, porque guardas da prisão destruíram as duas primeiras versões. Atualmente mora em Mumbai e dedica-se em tempo integral ao oficio de escritor.



10 comentários:

  1. Parece ser um livro realmente muito bom. Imagino que seja denso. Parece que é uma lição de vida muito interessante.

    beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  2. Oi Celsina!

    Ah já me conquistou, acho que seria uma das pessoas que se apaixona. Adorei a resenha!

    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Fiquei interessada, "um homem em busca de sua humanidade"... Tô gostando bastante do blog, sucesso!

    beijos.
    papeldeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa, adorei esse livro, fiquei conhecendo agora atraves do seu blog e estou mto curiosa pra ler, adorei a resenha bjnhos Pri

    Pri e Os Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Cel,
    Uma das coisas que mais gosto do seu blog é que você comentar vários livros que não estão na "modinha"! É sempre bom encontrar uma dica de uma literatura diferente!!
    Esse livro parece ser bem interessante!
    beijos
    Camis
    Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. É... Tem que ser um Bom livro mesmo, pq 912 páginas de um livro ruim... é tenso! A sua resenha me deixou bem animado... Mas é um livro que eu compraria para ler bem mais pra frente...

    ResponderExcluir
  7. É muito interessante o estilo de escrita que Gregory David propôs para sua obra. Não me recordo de ter lido algo assim.

    Parabéns pela resenha! Ótimas palavras escolhidas ao expressar a sua opinião! hehe

    Thiago Rapsys
    www.ecolivros.com.br

    ResponderExcluir
  8. Comprei o livro por indicação sua e estou completamente APAIXONADA. Foi o melhor livro que já li em minha vida... Muito obrigada por me dar um presente tão importante! Adorei!

    ResponderExcluir
  9. Li o livro em 8 dias. A história é grande, mas é dinâmica, alternando com momentos de reflexão.

    Não achei a literatura cansativa. Recomendo. É um dos melhores que já li.

    ResponderExcluir
  10. Para quem perdeu os originais duas vezes, traz detalhes impressionantes, e discussões filosóficas interessantes. Vai prender voce desde a primeira página, um livro que se sente pena de chegar so fim...

    ResponderExcluir