Tecnologia do Blogger.

18 de outubro de 2010

RESENHA: O Livro do Cemitério - Neil Gaiman

“The graveyard book”(O livro do cemitério ) – Escrito pelo grande criador da série Sandman, Neil Gaiman e ilustrado por Dave Mcken, parceiro de Gaiman já em diversos trabalhos. “O livro do cemitério” é o último lançamento do autor inglês publicado aqui no Brasil pela editora Rocco no selo Jovens Leitores, que traz em suas 336 páginas uma curiosa e inteligente história e ao mesmo tempo também um tanto sombria; recomendada para todos, sejam vivos e mortos.

Esse ano foi o ano em que li os melhores livros, e foi nesse ano que conheci os trabalhos do Neil Gaiman como “Sandman”, “Coraline” [ainda não li mas já está na minha estante] e agora "O livro do cemitério"; sem muito suspense vou dizer logo de cara que a história é fantástica e está super recomendada!

Resenha do Livro: As primeiras páginas já começam pesadas, retratando o assassinato de uma família por um estranho homem de preto [que definitivamente não é o mesmo da “Torre Negra”, mas bem que poderia]. O único sobrevivente, um garotinho de apenas 2 anos que havia escapado no meio da noite para ironicamente passear no cemitério da esquina. É então que esse misterioso assassino chamado “Jack” se vê desesperado diante da possibilidade de não completar a sua missão, pois o único membro, um bebê, havia lhe escapado; mas Jack não sossegará enquanto não destruí-lo também. É no cemitério que começa a fantasia, diversão e o lado quase sombrio da história.

Conheça O Livro do Cemitério: Esse mesmo bebê passa a morar nesse cemitério abandonado, lá ele é adotado por um casal de fantasmas [eu disse fantasmas? Bom... é isso mesmo. O livro se passa num cemitério, então oque mais se pode esperar?]. O Senhor e a Senhora Owens aceitam alegremente esse garotinho como filho, que é então chamado de Ninguém Owens, ou apenas “Nin” para os íntimos.



Nin vive até a adolescência na companhia de fantasmas e de seu “tutor”, o misterioso Silas, que embora não esteja exatamente morto nem é totalmente humano, mora num dos mausoléus arruinados desse cemitério. Durantes seus anos no cemitério, Nin vai aprender coisas que os humanos desconhecem, pois ele recebeu a “Liberdade do Cemitério”, concedida pelos fantasmas que nele habitam e só assim é capaz de fazer seus “truques” como atravessar paredes, desaparecer, visitar os sonhos [hôôô... Morfeus – Sandman] e assombrar, é claro! E nós acompanhamos a sua experiência de ser criado por pessoas que viveram em outras épocas, como é lidar com criaturas fantásticas e o que ele deve fazer quando finalmente tentar viver no mundo a que pertence: o mundo das pessoas vivas, que é pior que o mundo dos mortos para ele.



Apesar de aparentemente estar tudo bem, o homem que matou a sua família continua a espreita aguardando notícias e uma chance de terminar o que começou.
~~~~

Com um leve toque de terror num livro aparentemente infantil, Neil Gaiman nos faz arrepiar e ao mesmo tempo nos maravilhar com suas histórias. Em “O livro do cemitério” não foi diferente. O livro não é HQ, mas tem em suas páginas ilustrações que chegaram bem perto do que o próprio Gaiman quis transmitir, o que ajuda entender melhor como são as cenas que se passaram na mente irônica e macabra do Neil Gaiman.

O Livro de cemitério segue os mesmo padrões de “Coraline” uma obra também do Neil Gaiman que fez muito sucesso e virou filme e “Os lobos dentro das paredes". E aproposito: Hollywood, o livro do cemitério está esperando por um bom filme. Tudo bem que ele já está sendo adaptado [eu sei, eu sei]; só que dessa vez é pelo Neil Jordan e já está demorando pra sair. Adoraria se fosse pelo querido Tim Burton.



O livro é de uma história fantástica e muito gostosa de acompanhar, como já havia falado no inicio do post. Neil Gaiman criou um mundo fascinante, agora dentro de um pequeno cemitério abandonado. Nin e seus companheiros de além-túmulo são personagens adoráveis e mesmo os mortos são cheios de vida e alegria como raramente se acha em outros livros. Mais uma vez com o acompanhamento de luxo das belas (e sombrias) ilustrações de seu velho colaborador Dave Mckean, Gaiman apresenta um livro estupendo. E fica claro por que é um dos mais badalados escritores da atualidade. Então está esperando oque para conhecer uma das mais emocionantes e divertidas histórias do Neil Gaiman?



O Livro do Cemitério está RECOMENDADÍSSIMO!



Minha Avaliação: ★★★★★ ->Excelente!


Conheça também outras capas:
"_Quero ver a vida. Quero segurá-la em minhas mãos. Quero deixar uma pegada na areia de uma ilha deserta. Quero jogar futebol com as pessoas. Eu quero - disse ele, e depois parou e pensou. - Eu quero tudo.

Ver o mundo. Me meter em problemas. Sair dos problemas de novo. Visitar selvas e vulcões e desertos e ilhas. E pessoas. Quero conhecer um monte de gente..."

7 comentários:

  1. Venho visitar seu blog, e logo de cara vejo um dos livros que estou louca para ler, sou mega fã de Neil Gaiman. PS: Parabéns pelo blog, estou seguindo. bjos

    ResponderExcluir
  2. Levou 5 estrelas, Recebeu uma resenha fantástica... Eu Quero!

    ResponderExcluir
  3. Parece demais, mas não esperaria menos do autor, esse felizmente já esta na estante.

    ResponderExcluir
  4. Ei Cel,

    Não acredito que ainda não li nada dele, vc acredita? Com uma resenha desta vai pra lista, oh céus tenho que parar de comprar tanto rsrsrs

    Amei a resenha ^^

    bjoo

    ResponderExcluir
  5. Menina, ainda não entrei no mundo de Gaiman, mas falta pouco, to pensando agora no inicio do ano.. São tantos livros q fico louca...
    Vi esse livro pra comprar esses dias, e adorei saber q ele é muito bom!! XD...
    Adorei!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Cel.

    Adoro Neil Gaiman e esse ainda está na minha lista.

    Uma curiosidade : Você sabia que Tori Amos, a cantora, fez um cd dedicado ao Neil Gaiman, tem algumas músicas dela no youtube.

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  7. Ahhhh estou louca por esse livro! Adoro Neil Gaiman e o acho um dos escritores mais criativos e sombrios! Agora que li sua resenha, fiquei muito mais empolgada para lê-lo *-*

    ResponderExcluir