Tecnologia do Blogger.

2 de julho de 2009

O Morro dos Ventos Uivantes - Emily Brontë


"O morro dos ventos uivantes", perfeitoooo; Já tinha ouvido falar do filme há algum tempo, mas só depois que comecei a ler a série "Crepúsculo" é que realmente me interessei pela história, que de fato, não deixa a desejar. Apaixonei-me por Heathcliff durante a leitura, apesar dele ser retratado com o anti-herói, ou talvez tenha sido por isso que gostei imensamente dele e do livro. Confesso que sou mesmo uma "chorona", pois chorei ainda mais neste livro do que em "Lua Nova" - que por sinal chorei muito mesmo.

Heathcliff: uma das personagens mais inquietantes da litereratura universal. Desperta ódio e paixão entre os leitores, é a propria essência bruta de todos os sentimentos.
║▌│█│║▌║││█║▌│║█║▌│█│║▌│▌║▌║▌│█│║▌║││█║▌│║█║▌│█│║▌│▌║▌
Sinopse: É a história inesquecível de um amor que nasceu na infância entre Catherine Eamshaw e Heathcliff, órfão adotado pelo pai da jovem e levado para Wuthering Heights, a propriedade da família. Enquanto Catherine cria laços fortes com Heathcliff; o irmão dela, Hindley, o despreza, tratando-o como um rival. Heathcliff cresce dividido entre o amor por Catherine e a raiva por todas as humilhações às quais é submetido. Uma situação que o obriga a tomar uma decisão que mudará a sua vida. Em meio à violência de uma tempestade de verão, ele abandona Wuthering Heights. Passa os três anos seguintes longe e, durante esse período, Catherine se casa, apesar de seu coração ainda pertencer a Heathcliff. Ao voltar para o seiu de sua família adotiva, ele é um homem mais forte e maduro, pronto a impor a seus velhos inimigos uma vingança tirânica, que por anos manteve reprimida...
║▌│█│║▌║││█║▌│║█║▌│█│║▌│▌║▌║▌│█│║▌║││█║▌│║█║▌│█│║▌│▌║▌

A primeira edição foi publicada em 1847, e chocou a conservadora sociedade inglesa, diante de uma hitória de amor instigante, que quebrava com todos os estilos da época. O amor era retratado à flor da pele e do ódio, na sua mais selvagem concepção, descrito em páginas de atmosfera arrebatadora, onde a crueldade é relatada de forma explícita, debatendo-se com a sensualidade e os sentimentos.

Obra única de EMILY BRONTË, acho uma pena ela não ter sobrevivido para ver a sua história com o passar do tempo, ser classificada como uma das mais belas obras da literatura inglesa e universal; pois morreu um ano depois da sua publicação.Emily Brontë, mulher taciturna e introspectiva, revelou nas páginas de sua obra prima uma criatura explosiva, além do seu tempo e de suas concepções morais. Heathcliff, o personagem principal masculino é movido pelo amor que tem por Catherine e pelo desejo de vingança aos que o humilharam pela vida e contribuiram pela perda física deste amor. No seu mundo não há limites para a crueldade, ele usa da tortura física e mental para destruir todos os que se puseram à frente. Nada o detém, a não ser o seu amor incondicional por Catherine.

>>Esse livro é fenomenal, pois narra de forma arrebatadoura e apaixonante, a saga de Heathcliff, do seu amor e, principalmente, do seu ódio secular pela humanidade. A história atinge a duas gerações de personagens, inseridas em ambientes hostil, de peisagens sombrias, destiladas pelos ventos gelados da Inglaterra, cuja paisagem tempestuosa traz os mumúrios das lembranças, os mistérios de uma existência dilacerada pelo amor e pelo ódio.
TOTALMENTE

.:: RECOMENDADO ::.
Minha avaliação:
☆☆☆☆☆

5 comentários:

  1. Olá..

    Muito legal seu blog. Passarei a visitar sempre.
    Como vi que você gosta de romances policiais, sugiro que passe lá no meu blog. Tenho certeza que vai gostar.

    O endereço é http://romancespoliciais.blogspot.com

    OBS: A Menina que Brincava com Fogo é mtooooo bom !!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. me fez ficar super curiosa, vou fazer o download do filme, pois sou preguicosa pra ler haha :)

    ResponderExcluir
  3. Adorei o Post!
    Este livro realmente é fascinante!
    Parabéns...
    Mas uma pergunta, você assistiu o filme?
    O que pode me dizer sobre ele?
    Fiel ao livro?

    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Este ainda não li!Mas vou querer ler...Li Jane Eyre da Charlotte Brontë, a irmã da Emily, e gostei muito.

    Bjinhos*

    ResponderExcluir
  5. Eu também gosto desse livre, são personagens muito intensos, numa época que mulheres "jamais" escreveriam algo dessa magnitude.

    ResponderExcluir