Tecnologia do Blogger.

2 de dezembro de 2014

RESENHA: Sempre Teremos o Verão – Jenny Han


Sempre Teremos o verão (Trilogia Verão #3) por Jenny Han
  • Editora: Galera
  • ISBN: 9788501094940
  • Ano: 2014
  • Páginas: 319
  • Gênero: Romance, YA
  • Onde comprar:


Fechei a trilogia com um aperto no coração (tenho dessas coisas quando termino uma série). Em O Verão que Mudou Minha Vida e Sem Você não é Verão acompanhamos a história de Belly, uma garota apaixonada pelo verão, e dos irmãos Fisher, os dois amores de sua vida.

Belly sempre foi apaixonada por Conrad, mas ele já teve sua chance e a jogou fora. Após terminarem Belly acaba ficando com Jeremiah e um sentimento forte cresce entre eles. Agora, no desfecho da trilogia iremos finalmente descobrir o rumo que cada personagem irá tomar e qual dos Fisher, Belly, que sempre teve seu coração dividido, escolherá.


Sempre nutri esperanças pelo Jeremiah, ele é o mais legal, mais espirituoso e se tornou meu favorito no segundo livro. Agora que ele e Belly estão juntos, apaixonados e inseparáveis, parece que algo não está certo. O namoro deles estava as mil maravilhas até Belly descobrir por acidente algo que Jere fez, o que abala o relacionamento dos dois (e arrasa de vez meu coração). Então Jere faz o desesperado e inconsequente pedido de casamento. E Belly aceita.

Eles vão se casar! Mesmo contra o apoio de toda a família. "Sempre Teremos o Verão" traz uma carga emocional muitíssimo maior que a do segundo livro. As amizades e o apoio que elas proporcionam são fundamentais, varias vezes me peguei desejando ter uma Taylor como amiga. O livro é narrado pela Belly com direito a alguns capítulos do Conrad (o que finalmente me fez compreendê-lo). Todos os personagens amadureceram e o livro ganha um tom mais real, com mais seriedade. Brigada com a mãe, Belly se muda para a casa de veraneio e decide ficar lá até o grande dia ajeitando todos os detalhes, mas Conrad também está lá, e os velhos sentimentos por ele voltam com tudo. Mais uma vez ela está na casa de praia, dividida entre os dois únicos meninos que já amou. 

"Bastou um olhar, um toque, para me deixar trêmula. 
Isso era loucura. Eu ia me casar com o irmão dele."


Agora seus sentimentos são colocados à prova. Ignorar o forte sentimento que tem por Conrad ou desistir do casamento e de sua felicidade ao lado de Jeremiah? Confesso que é uma decisão difícil mesmo já tendo feito a minha escolha desde o início do livro. Não tenho palavras para explicar a agonia que senti ao tempo em que o livro se aproximava do fim, mas Jenny Han não me decepcionou! Fiquei completamente envolvida com esse livro, no entanto meu favorito ainda é "O verão que mudou minha vida".

.:: RECOMENDO ::.
Minha Avaliação: ★★-> Ótimo!


1 de dezembro de 2014

RESENHA: A Evolução de Mara Dyer – Michelle Hodkin



Minha vontade era começar essa resenha com um palavão daqueles, porque o segundo livro de Mara Dyer é surpreendente do início ao fim (e que fim foi aquele!). Sabe aqueles filmes de terror psicológico? É mais ou menos por aí. 


A Evolução de Mara Dyer (série Mara Dyer #2) por Michelle Hodkin
  • Editora: Galera
  • ISBN: 9788501098597
  • Ano: 2014
  • Páginas: 405
  • Gênero: YA, Sobrenatural;
  • Onde comprar:

O livro começa exatamente onde termina A Desconstrução de Mara Dyer. Nessa série acompanhamos Mara Dyer, que após sair ilesa de um desabamento que matou três pessoas, vem sendo constantemente atormentada por alucinações. Tudo a sua volta morre e ela não sabe se é louca ou apenas assombrada, mas sabe que algo nela está quebrado e vai contar com a ajuda do bonitão da nova escola para consertá-la.


A resenha pode conter SPOILERS do livro anterior.

Mara Dyer acorda em um hospital psiquiátrico sem entender como ou o porque de estar ali, e é então que tudo volta. – Jude ainda está vivo! Seria possível? – Mara o tinha visto e dessa vez não era alucinação. Infelizmente ninguém, exceto Noah, acredita nela e insistir na ideia de que seu ex-namorado está vivo só vai fazê-la parecer ainda mais louca. Agora Mara sabe que tudo é real, que um simples pensamento furioso seu pode matar e que Noah é como ela, mas não exatamente igual e sim o oposto, já que ela destrói e ele cura

Taxada oficialmente de louca, Mara não frequenta mais o ensino médio, em vez disso vai para o programa não residencial no Horizontes, uma clinica de reabilitação psiquiátrica. E para conseguir sua liberdade ela decide entrar no jogo e convencer a todos que só tem Transtorno de Estresse Pós-Traumático, mas tentar manter desesperadamente a sanidade e projetar uma imagem calma e equilibrada de si mesma será quase impossível em meio aos episódios de esquecimento, sonambulismo e alucinações. Como se não fosse suficiente ainda existe um Jude raivoso, e bem vivo dessa vez, afim de atormentá-la até a ruína.

O livro é narrado por Mara Dyer com capítulos curtos e instigantes. E foram inseridos também alguns poucos capítulos – o "ANTES" – narrados por uma garotinha onde acompanhamos um pouco do passado; talvez da avó de Mara (no início é tudo muito solto mas aos pouco se torna um história em paralelo). Em se tratando de Mara Dyer a narrativa continua sendo não tão confiável e quando pensamos em finalmente obter respostas mais mistérios são inseridos na trama. A química ente Mara e Noah está perigosamente forte, mas no entanto romance não é o foco por aqui, então não adianta esperar por cenas mais hot ou algo do tipo. Novos personagens tomam forma e o livro começa a tomar outros rumos. Muito suspense e cenas ainda mais surpreendentes fazem de A Evolução de Mara Dyer muito melhor que o livro anterior.

Resumindo: Continuamos as cegas. Mara Dyer parece ser um mistério infinito. O final é um verdadeiro tormento. E eu não tenho a mínima ideia do que a Michelle Hodkin possa ter nos reservado.


.:: RECOMENDADÍSSIMO ::.
Minha Avaliação: ★★★★★ - Excelente!
♥ Leitura TOP!

29 de novembro de 2014

RESENHA: Inferno – Meg Cabot


Inferno (Trilogia Abandono #2) por Meg Cabot
  • Editora: Galera
  • ISBN: 9788501097552
  • Ano: 2014
  • Páginas: 336
  • Gênero: Romance, YA
  • Onde comprar:



Na sequência de Abandono, que tem como pano de fundo o mito de Perséfone recriado por Meg Cabot, contamos com um toque paranormal, romance e finalmente um pouco de ação e aventura dessa vez! A trilogia é narrada por Pierce Oliviera, uma garota que aos 15 anos sofreu uma E.Q.M, escapou do chefe do submundo e ao despertar do mundo dos mortos sua vida antes pacata, agora vem sendo constantemente atormentada pelas Fúrias. Hoje, dois anos depois do "incidente" na piscina que quase a matou, Pierce se muda com a mãe para Isla Huesos mas o que ela não esperava é que John, o chefão do mundo inferior com pinta de metaleiro que a havia raptado anteriormente não é o vilão da história, o vilão é alguém bastante próximo.  


A resenha pode conter alguns spoilers do livro anterior.

John Hayden, senhor do submundo, precisa mais do que nunca proteger sua amada Pierce Oliviera das Fúrias, nem que para isso seja preciso aprisiona-la no único lugar seguro – seu lar – um castelo situado entre o paraíso e o inferno. Mesmo relutante Pierce acaba aceitando que agora é a rainha do mundo inferior e passa a viver em segurança com seu amado/captor/salvador John. Até que as Fúrias ameaçam também a segurança das pessoas que ela ama e que estão indefesas no mundo acima (nosso mundo). Só então Pierce percebe que não pode mais continuar escondida, é preciso sair e enfrentar as Fúrias ou sua família pagara o preço, mas não será tão fácil convencer John a libertá-la. 

Amei a mitologia no qual a Meg está se baseando e modificando, mas não curti muito o seu desenrolar. Felizmente Inferno foi melhor que Abandono em vários sentidos como o amadurecimento dos protagonistas, a narrativa mais dinâmica e emocionante, os surgimento de novos personagens no minimo interessantes que ganham maior foco e nos divertem ao mesmo tempo em que trazem grandes revelações sobre o passado de John. O romance também evolui, Pierce ainda tem um certo medo de John mas não foge dele como antes. Muito é esclarecido nesse volume, ainda assim Meg Cabot guardou o melhor para o fim. Estou mais que curiosa e empolgada para o lançamento de AWAKEN!


.:: RECOMENDO ::.
Minha Avaliação: ★★ -> Bom!


27 de novembro de 2014

RESENHA: Sem Você Não é Verão – Jenny Han


Sem você não é verão (Trilogia Verão #2) por Jenny Han
  • Editora: Galera
  • ISBN: 9788501094933
  • Ano: 2013
  • Páginas: 304
  • Gênero: Romance, YA
  • Onde comprar:



Depois de O Verão que Mudou Minha Vida reencontramos uma Belly mais queixosa do que nunca e apesar de nossa narradora estar "quase" insuportável, Sem Você Não é Verão é uma boa leitura.


Belly vive em função do verão. A garota conta os dias para a chegada dessa estação maravilhosa que é quando finalmente viaja para a casa de veraneio de Susannah e seus filhos Jeremiah e Conrad. Seu último verão foi inesquecível. Belly conseguiu ser notada pelos garotos. Agora o clima ficou pesado, Jeremiah e Conrad já não mais os mesmos, a doença de Susannah se agravou o que ameaça os inesquecíveis verões de Belly e não é só isso, Conrad (seu amor desde sempre) começa a agir estranho. E quando Jeremiah liga para dizer que Conrad desapareceu Belly não sabe se deve correr mais uma vez atras de seu amor de infância ou deve deixa-lo ir.


Sem Você Não é Verão tem uma caraga emocional muito grande. O livro continua sendo narrado pela Belly com direito a alguns poucos capítulos contados pelo Jeremiah e a narrativa alterna entre o agora e o antes que nos mostra os dias depois do último verão quando Belly volta para casa e o desenrolar de seu quase-relacionamento com Conrad

Amei o primeiro livro, já nesse parece que tudo (ou quase tudo) foi por água a baixo. Tem drama demais. Cadê todo aquele divertimento? CADÊ O VERÃO? Conrad conseguiu me irritar de verdade e não acho que seus motivos conseguem justificar tantas atos insensíveis, ele ganhou o troféu de personagem mais chato. Já Belly estava precisando de umas boas sacudidas. Conrad não estava se importando com nada, mas ainda tinha o Jeremiah, ele sempre esteve lá só que dessa vez está um pouco mais ousado, roubando as cenas, é ele quem salva a leitura. Na maioria das vezes prefiro os personagens problemáticos, mas nesse livro escolhi torcer pelo Jeremiah. 


Adoro esses livros! Apesar desse ter me irritado um pouco ainda é uma leitura extremamente viciante e eu recomendo a trilogia. 

.:: RECOMENDO ::.
Minha Avaliação: ★★★☆☆ -> Bom!


26 de novembro de 2014

RESENHA: A Desconstrução de Mara Dyer – Michelle Hodkin



"Mara Dyer não sabe se é louca ou apenas assombrada. 
Somente sabe que tudo à sua volta morre. 
Basta ela querer..."


A Desconstrução de Mara Dyer (Série Mara Dyer #1) por Michelle Hodkin
  • Editora: Galera
  • ISBN: 9788501098580
  • Ano: 2013
  • Páginas: 375
  • Gênero: YA, Sobrenatural
  • Onde comprar:



Mais uma série jovem adulto que me arrebatou de vez! Não me contive e embarquei nos mistérios da mente insana de Mara Dyer. Uma leitura instigante, com uma leve puxada para o sobrenatural e um pouco de romance.


Depois de brincar com uma tábua ouija, ser a única sobrevivente em um desabamento que matou sua melhor amiga Rachel e começar a viver no limite entre real e irreal, Mara Dyer, agora abalada, com buracos na memória e constantemente atormentada acaba se mudando com a família para a Flórida. Uma nova escola, novo começo e então quem sabe suas "visões" também não desapareçam? Infelizmente elas só atingem um nível ainda pior.

Em certos momentos Mara Dyer não consegue mais distinguir o que é real e o que é alucinação e por consequência nós meros leitores – também não. Sua família a apoia mas não a entendem realmente, seu pai trabalha demais, sua mãe faz mais o tipo superprotetora e seus dois irmãos são uns fofos, principalmente Daniel que é divertidíssimo e super companheiro; então eis que surge Noah, o cínico bonitão da nova escola que por onde passa deixa um rastro de corações partidos, logo, Mara se vê inevitavelmente atraída apesar de nagar isso à si mesma (aqui entramos numa zona de clichê) isso só até conhecermos mais sobre o garoto que aos poucos se torna a única coisa sólida na vida de Mara. 

Mara é uma daquelas protagonistas fácil de se apegar, mesmo com todos os tipos de problemas ela continua durona, mas não a ponto de se negar pedir ajuda. E ainda tem Noah que é um encanto e assim como Mara também precisa ser desvendado. Os dois juntos são hilários. Uma leitura diferente em quase todos os sentidos.

Por ser narrado pela Mara o livro muitas vezes parece confuso, mas é aquele tipo confuso que te deixa absurdamente curioso e os capítulos curtos com seus finais inesperados não ajudam muito, você é arrastado, praticamente obrigada a DEVORAR O LIVRO... E que final foi aquele?! Assim como Mara fiquei de boca aberta. Não resisti e tive que ler imediatamente a sequência.


A Desconstrução de Mara Dyer é inevitavelmente surpreendente e até certo ponto inquietante. A todo instante eu era invadida pela história de Mara e Noah. Fãs de YA que pretendem fugir um pouco da mesmice, o livro está mais que recomendado.

.:: RECOMENDADÍSSIMO ::.
Minha Avaliação: ★★★★★ - Excelente!
♥ Leitura TOP!

13 de novembro de 2014

RESENHA: Abandono – Meg Cabot



Em sua série mais recente Meg Cabot trabalha com base no mito de Perséfone e Hades. E ao contrário do título, e também diferente de muitas opiniões, não senti nenhuma vontade de “abandonar” a leitura o que foi uma surpresa devido minhas novas "exigências literárias". Chegue mais e confira minhas experiências com Abandono.



Abandono (Trilogia Abandono #1) por Meg Cabot
  • Editora: Galera
  • ISBN: 9788501095343
  • Ano: 2013
  • Páginas: 304
  • Gênero: Romance, YA
  • Onde comprar:



Preciso confessar que eu não estava exatamente empolgada com a leitura, e depois tem a Meg certo? Ela consegue nos deixar com gostinho de quero mais a cada capitulo não importa o quanto a historia pareça bobinha, e Abandono apesar de toda atmosfera sombria é um tanto bobo. Pierce, a protagonista da vez, tem uma Experiência de Quase Morte, visita o “limbo”, vai parar no inferno (de certa forma) e acaba escapando das garras de seu captor John Hayden – que mesmo não sendo Hades é uma espécie de “rei do submundo”. A história gira em torno das consequências dessa fuga para Pierce, mesmo agora com 17 anos e de volta a Isla Huesos o mal ainda a persegue, e John se mantem a espreita (para salva-la é claro).

Dessa vez a nova série não agradou tanto os fãs mais antigos da Meg, Abandono traz menos romance que o esperado, menos sacadas engraçadas, confusões e aqui não nos deparamos com uma mocinha de língua afiada que nos diverte, Pierce faz mais o tipo bondosa e ingênua. Mas vai por mim, o livro não é tão ruim quanto dizem... E quem salvou minha leitura não foi a mitologia nem o toque paranormal, e sim o mocinho John que é um fofo apesar do lance de chefão do submundo e toda essa pinta de roqueiro das trevas e tal. Infelizmente Pierce foge dele sempre que possível.

Eu adoro os livros da Meg e com a trilogia Abandono não foi diferente, terminei Abandono e imediatamente comecei sua sequência Inferno (resenha em breve). Não é uma leitura emocionante, que te faça suspirar ou gargalhar, mas é legal e me deixou curiosa, e o melhor de tudo: a história evolui! (#graças).


Minha Avaliação: 
★★★☆☆ ->Bom!


11 de novembro de 2014

Minhas Leituras #19 – Março


Volteeeeei!
Depois de abandonar vocês por pouco mais de um mês (sorry) estou de volta com vídeo novo (de uma coluna já atrasada que pretendo coloca-la em dia antes do ano acabar).

Tenho muito para por em dia com vocês, novidades para contar, resenhas, promoções e um certo aniversário de 5 anos para comemorar. Mas vamos com calma. Por hora fiquem com o vídeo das minhas leituras super diversificadas de março. Muitos beijos e espero que gostem.


PS. Gravei anter de ter dado esse "sumiço recorde", daí eu sumi e não tive como postar antes, mas tá valendo.
PS. Puxa vida, como estava com saudade de tudo isso aqui!



Livros lidos em março de 2014:

01. O Céu Vai Ter Que Esperar por Cally Taylor 
Veja preços || Saraiva || Livraria Cultura
02. Tabuleiro dos Deuses por Richelle Mead  – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Livraria Cultura
03. Casa de Segredos por Ned Vizzini, Chris Columbus
Veja preços || Saraiva || Livraria Cultura
04. Razão e Sensibilidade por Jane Austen
Veja preços || Saraiva || Livraria Cultura
05. Princesa Mecânica (As Peças Infernais #3) por Cassandra Clare – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Livraria Cultura
06. Tequila Vermelha por Rick Riordan
Veja preços || Saraiva || Livraria Cultura