Tecnologia do Blogger.

21 de abril de 2014

[RESENHA] Colin Fischer – Ashley Edward Miller, Zack Stentz





Colin Fischer por Ashley E. Miller, Zack Stentz
  • Editora: Novo Conceito
  • ISBN: 9788581634166
  • Ano: 2014
  • Páginas: 176
  • Gênero: Infanto-juvenil;
  • Onde comprar:



Colin Fischer está prestes a solucionar um mistério.



Muitos já devem ter ouvido falar sobre autismo, mas e a síndrome de Asperger? Existe certa diferença entre os dois. Se comparados com um jovem autista, os jovens com a síndrome de Asperger tem maior probabilidade de se tornarem adultos normais. A maior dificuldade está mesmo na fase de escola porque apesar de terem a gramatica e vocabulário acima da média eles se sentem frustrados com a dificuldade de se socializarem, decifrar emoções (ou sarcasmo) e têm aversão ao contato humano.


O ano letivo de Colin Fischer acabou de começar. Agora com 14 anos ele terá de enfrentar sozinho os 1.365 dias até o fim do colegial. Colin tem a síndrome de Asperger, não suporta ser tocado e tem o QI bastante elevado. Esse garotinho irá te conquistar e divertir durante toda a leitura. 

No aniversário de Melissa (a garota que Colin de certa forma "gosta") houve uma confusão na cantina e alguém disparou uma arma. A quentão é: Wayne Connelly, o garoto que sempre implicava e batia em Colin é o principal suspeito, mas Colin sabe que não poderia ter sido Wayne. Afinal de contas, a arma estava suja de glacê do bolo, e Wayne não tinha glacê nas mãos.

Como um Sherlock Holmes dos tempos modernos, Colin é um investigador nato! Com seu incrível senso de percepção e dedução ele fará de tudo para solucionar o mistério ao mesmo tempo que também adquire "novos hábitos" mudando a forma como muitas pessoas o enxergam.


O ponto alto do livro é que ele não abre brechas para sentirmos pena de Colin, ele é incrível demais para isso (alguém aí sente pena do Sheldon Cooper de TBBT?? acho que a maioria o adora). O que quero dizer é que o livro é engraçado, viciante e não existe muito drama pela condição de Colin, apenas retrata sua convivência com a família e na escola.


O problema do livro é que ainda não sabemos se haverá continuação – que é essencial para o fechamento da história de Colin, muitas coisas ficaram em aberto (cheguei a cogitar a ideia de que em meu exemplar faltavam as últimas páginas). Outro problema são as notas de rodapé (são tantas) confesso que pulei algumas.


Uma leitura apaixonante e super envolvente. Ainda melhor do que imaginei!

.:: RECOMENDO ::.
Minha Avaliação: ★★★★☆ -> Muito Bom!

Leituras Similares:

  Image and video hosting by TinyPic  Image and video hosting by TinyPic


17 de abril de 2014

Minhas Leituras #17 – Janeiro


Gente, estou de volta com vídeo novo!
O vídeo foi gravado mês passado, mas só conseguir edita-lo essa semana. Sorry. Como disse no vídeo, esse ano está muito bom para leitura, só em janeiro foram 10 livros e li ainda mais em fevereiro. Espero que gostem do vídeo.

Ps.: Sim, meu cabelo estava "levemente" azul nesse dia... Mas já saiu. Hahaha. 


Livros lidos em janeiro de 2014:

01. Praga (GONE #4) por Michael Grant – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Submarino
02. A Sociedade do Anel (O Senhor dos Anéis #1) por J.R.R Tolkien  resenha }
Veja preços || Saraiva || Submarino
03. As Duas Torres (O Senhor dos Anéis #2) por J.R.R Tolkien – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Submarino
04. O Retorno do Rei (O Senhor dos Anéis #3) por J.R.R Tolkien 
Veja preços || Saraiva || Submarino
05. Como Dizer Adeus em Robô por Natalie Standiford
Veja preços || Saraiva || Submarino
06. Quando você a viu pela última vez?  por Lemony Snicket – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Submarino
07. Paixão Sem Limites (Sem Limites #1) por Abbi Glines – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Submarino
08. Círculo (Engelsfors #1) por Mats Strandberg, Sara B. Elfgren – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Submarino
09. Minha Breve História por Stephen Hawking – { resenha }
Veja preços || Saraiva || Submarino
10. O Cerne da Matéria por Rogério Rosenfeld 
Veja preços || Saraiva || Submarino


15 de abril de 2014

Resultado das Promoções da Semana Silo




Então gente, a Semana Silo terminou e aqui estou finalmente trazendo o resultado da promoção. Serão dois ganhadores e cada um receberá um kit silo composto por: 01 exemplar do livro; camiseta; adesivo; 02 bottons e marcador

Chegue mais e venha conferir o resultado. 

a Rafflecopter giveaway
As sorteadas foram: 
Amanda PéresBianca Portal


Parabéns meninas!!! 

Já enviei um e-mail para vocês solicitando o endereço completo para a entrega do kit. Peço que me respondam em no máximo 48 horas ou um novo sorteio será feito *


* Lembrando que o sorteio entre os cometários na resenha de silo já foi divulgado na própria resenha e os dois sorteados receberão um kit com (camiseta, adesivo, bottons e marcador). Não deixe de conferir, vai que você foi um dos ganhadores. 


13 de abril de 2014

[SEMANA SILO] 05 Motivos Para Ler Silo



Olá, gente!
Escolhi terminar a Semana SILO listando 05 motivos, que acredito serem mais que suficientes, para você não deixar de ler Silo. Então vamos lá!


1º) É uma distopia!
O que só aumenta as expectativas. Silo não só é uma distopia incrível como também mistura o que tem de melhor nesse gênero: uma distopia totalitária pós-apocalíptica. 

2º) Juliette
Umas das peonagens mais incríveis! Ela é forte, corajosa, totalmente centrada e ao mesmo tempo tão cativante. Você realmente torce por ela. Katniss perto de Juliette parece.... "jovem" demais.

3º) Sem mimimi!
Um dos motivos que mais me fizeram amar a leitura. Em um cenário desesperador, Hugh Howey construiu personagens fortes e marcantes além de extremamente maduros. Nada de ficarem se lamuriando pelos cantos, pelo contrário, apesar de serem cativantes e tudo mais eles simplesmente seguem em frente por pior que esteja a atual situação. Traduzindo: o livro nunca fica chato.

4º) O pano de fundo
Quem iria imaginar em um futuro pós-apocalíptico encontrar toda uma sociedade, milhares e milhares de pessoas, vivendo em silos! O autor foi de uma engenhosidade sem igual. Os silos são super organizados e a cada novo capitulo eles te intrigam mais e mais.

5º) Vai ter filme!
Yay! Os direitos de adaptação cinematográfica foram adquiridos pela 20th Century Fox, com a direção de Ridley Scott (dos filmes Blade Runner, Prometheus, o Caçador de Androides, o Oitavo Passageiro, e, Alien).


Se você perdeu alguma coisa não deixe de conferir todos os posts da semana silo. Lembrando que os sorteios só vão até hoje.

Semana Silo:

Por fim, espero ter expressado bem o quão espetacular é a leitura de Silo, bem como sua narrativa e o todo esse universo distópico criado pelo Hugh Howey.


11 de abril de 2014

[SEMANA SILO] O Que É Que As Distopias Têm?



Sei que muitos de vocês se vêem constantemente alimentados pela curiosidade de saber o que afinal as distopias têm de tão especial. Então acabei entrando no clima daquela música 'O que é que a baiana tem?' e decidi fofocar na Semana SILO de hoje sobre o porque das distopias estarem sempre em alta.

Vamos falar um pouquinho dos universos distópicos mais bambambãs da história. Escolhi mostrar as diferentes ramificações das distopias, já que cada uma me fascina a seu modo. Venha conferir o apanhado que fiz com algumas das melhores distopias e descobrir o que é que elas têm afinal!


Para começar a entender melhor de distopia totalitária vamos com o clássico de George Orwell em 1984 (resenha), onde, pouco a pouco a tecnologia invasiva e a imponente figura do Grande Irmão criada por uma sociedade dominadora onde só o poder interessa, assombram nosso herói Winston Smith. De todas as distopias que já li, esta é a mais controladora e assustadora (não no sentido terror, mas por saber que nossa realidade não está, nem nunca esteve, muito distante dessa criada por George Orwell) e é de longe a mais genial. 

Outra distopia totalitária é a aclamada criação de Alan Moore em V de Vingança. Na esperança de que haja liberdade novamente uma figura misteriosa, V, luta contra o regime totalitário que domina uma Inglaterra de 1997. Esse tipo de distopia aborda conceitos chaves tão marcantes que conseguem impressionar até os leitores mais exigentes. Outros livros também excepcionais que seguem em padrões similares são Fahrenheit 451, Admirável Mundo Novo e Laranja Mecânica.



Existem ainda as distopias pós-apocalípticas. O mundo foi destruído, ou por guerra nuclear, colapso ambiental ou algum vírus letal que dizimou quase um planeta inteiro. Seja como for, nessas distopias a sociedade começa a se reerguer e os cenários não são dos mais belos. Como é o caso de Eu Sou a Lenda de Richard MathesonEsse tipo de futuro pós-apocalíptico também ocorre em universos paralelos. Um exemplo é a magistral criação de Stephen King em sua saga A Torre Negra (resenha), onde o mundo de Roland Deschain "seguiu adiante"; e o mundo de Silo (resenha). 

Mais um tipo de distopia super interessante é a distopia cyberpunk que se passa na era digital. Numa vibe totalmente tecnológica dominada por megas corporações onde os melhoramentos cibernéticos estão em alta. William Gibson é um dos fundadores do gênero com sua trilogia Neuromancer

Por fim têm as distopias of-world onde os homens não contentes em destruir o próprio planeta embarcam na desconhecida exploração do universo em busca de colonizar outros mundos. Um clássico da distopia of-world que sempre me despertou imensa curiosidade é Duna de Frank Herbert. Sou fascinada pela mistura de ficção científica alienígena com distopia.



E eu não poderia deixar de lado as famosas distopias juvenis, e elas são diversas! Algumas que mais gostei foram: GoneJogos VorazesCaminhos de SangueFeiosDelírio e A Seleção (clique nos títulos para conferir as resenhas).


Então me perguntem: O que é que as distopias têm? Diversidade, elas exploram uma sociedade que caminhou para um futuro que não deu muito certo e sempre nos chocam de alguma forma; trabalham o conceito de revolução, liberdade de ideias, mudança já, e acompanhar essas ideias é o mais empolgante de tudo, aquela faísca antes de uma revolução. Todas as distopias são trabalhadas sob cenários diferentes, mas o que elas querem mesmo é nos mostrar que todas têm seu lado controlador e sombrio. Por tudo isso e muito mais que AMAMOS as DISTOPIAS.



9 de abril de 2014

RESENHA: Silo – Hugh Howey



"Pensar, tudo bem; os pensamentos são enterrados junto com quem pensou. Mas nada de se reunir, nada de grupos coordenados, nada de troca de ideias."

No início da Semana Silo falei um pouquinho do mundo dentro do silo, agora vocês irão conhecer melhor minhas impressões sobre o livro. 


Silo (Trilogia Wool #1) por Hugh Howey
  • Editora: Intrínseca
  • ISBN: 9788580574739
  • Ano: 2014
  • Páginas: 501
  • Gênero: Distopia, Futuro apocalíptico;
  • Onde comprar:


Já nas primeiras páginas eu só conseguia pensar em meu deus que livro INCRÍVEL



Num futuro pós-apocalíptico, Hugh Howey explorou um de nossos maiores medos: (sobre)viver confinados num mundo onde o ar se tornou tóxico, a paisagem está em ruínas e ter ideias é perigoso, mas compartilhas pode ser fatal. 

Cada pessoa no silo têm sua função, inicialmente como sombra de algum profissional até chegar a hora de assumir o seu lugar. Tudo dentro do silo é mantido sob controle, inclusive o número da população que é "controlada" com a loteria (alguém morre, daí algum casal pode ser sorteado para ter um filho). As pessoas têm a visão do mundo devastado lá fora através de umas poucas janelas no andar próximo a superfície que com o tempo acumulam sujeira, para isso existe a limpeza.

Há exatos três anos sua mulher Allison foi mandada para limpeza. O xerife Holston não pôde impedi-la de sucumbir a loucura cometer a maior de todas as transgressões: gritar para todos no silo que queria sair. Ela havia descoberto coisas, teve ideias e essas ideias a mataram. Existe um grande mistério por trás desse sistema de limpeza já que todos mandados para lá nunca deixaram de fazê-la; isto Holston não entendia. Ainda.  


Silo é aquela típica distopia que veio pra ficar. Costumo coloca-lo em um patamar muito próximo a 1984 e Fahrenheit 451. Uma leitura emocionante e ainda mais aterrorizante a medida que as verdades sobre o silo são reveladas. – "No fim, algumas coisas distorcidas pareciam ainda piores quando consertadas."
  
"Tinham ocorrido outras duas mortes em outros lugares do silo, o que fazia daquela uma semana muito ruim. Ou boa, dependendo de quem era você. (...) Os sorteios da loteria eram realizados perto demais das mortes para o gosto de Juliette."


mecânica Juliette, nossa heroína de Silo, é umas das personagens mais incríveis que já vi. Como Holston foi último limpador, deixando assim seu cargo de xerife vago, a prefeita Jahns (por indicação do delegado Marnes) começa a jornada em descer os 144 andares subterrâneos para convencer Juliette a aceitar ser a nova xerife. Passando pela berçário, depois a TI (a parte tecnológica do silo e que também fabrica os trajes para a limpeza), pelas fazendas hidropônicas, os Suprimentos e finalmente a Mecânica que gera toda a energia do silo.

Inicialmente somos familiarizados com o funcionamento do silo e surpreendidos com a sagacidade do autor. Além de tudo Howey montou uma trama viciante repleta de personagens cativante, me apeguei a todos eles e a morte de alguns abalou bastante. Narrado em 3ª pessoa, acompanhamos (além de outros personagens) Juliette, onde sua curiosidade a levará a caminhos sem volta arrastando consigo todo sistema organizado do silo.

Um livro genial onde verdades chocantes são lançadas num misto de muita emoção e adrenalina.


.:: RECOMENDADÍSSIMO ::.
Minha Avaliação: ★★★★★ -> Excelente!!!
Leitura TOP 

Trilogia Wool:



~ SORTEIO ~

Bem pessoal, eu disse no início da Semana Silo que ainda teríamos mais alguns brindes além dos kits contendo o livro. Então, todo mundo que comentar aqui na resenha está concorrendo aos brindes de Silo. Cada um vai ganhar (01 camiseta01 adesivo02 bottons 01 marcador) valendo até a meia-noite do dia 13 de abril.
  • Apenas 01 comentário por pessoa.
  • Serão dois ganhadores.
  • Na segunda-feira (14/04) posto aqui mesmo o resultado, por isso venha depois conferir se você foi um dos sortudos que levará os brindes.
~ RESULTADO ~

Foram 12 comentários e os ganhadores são:


Comentário 04 - Larissa Santos
Comentário 07 - David Galan

Parabéns gente! Agora é só enviar um e-mail para celsina@umajanelasecreta.com com assunto SORTEIO: SEMANA SILO em até 48 horas com seus dados completos (nome, endereço e cep). 

8 de abril de 2014

Top Comentarista – ABRIL | Ganhador de Março:



Olá pessoal!
Vamos dar início a mais um top comentarista. O prêmio desse mês de abril é a fofura do Bob de 'Um Gato de Rua Chamado Bob' por James Bowen. Gente, esse livro é superbem falado, os amantes de gatos então... vão amar.

Mas antes de tudo vamos ao resultado do top comentarista de março e conferir que quem foi o sortudo que levará 'Paixão sem Limites' cedido pela editora Arqueiro.

Karolyne Kazakeviche


Parabéns Karol!!! 
Te envie um e-mail solicitando o endereço para a entrega do livro. *


TOP COMENTARISTA DE ABRIL

Agora vamos lá! As regras são as mesma e as outras como: seguir no twitter ou retweetar são opcionais.

REGRAS:
  • Ser seguidor do blog Uma Janela Secreta pelo GFC.
  • Curtir nossa página no facebook
  • Comentar em ao menos uma postagem deste mês.

:: ATENÇÃO ::
  • Cada postagem deste mês está listada no formulário abaixo com seus devidos links. Só é preciso comentar na/nas postagens que desejar e inserir seu nome em cada item.
  • É valido apenas 01 comentário em cada postagem.
  • Os comentários devem ser condizentes com o post.
  • Não serão considerados comentários anônimos ou fora do prazo.
  • O período de participação será de 01-04-2014 a 01-05-2014
  • O blog não se responsabiliza por extravio. 
  • O participante deve ter endereço de entrega no Brasil.
  • O ganhador terá 48 horas responder o e-mail com seus os dados completos.

a Rafflecopter giveaway